A

 

 

ABSIRTO (g) - Irmão de Medéia que o pôs em pedaços e dispersou-lhe os membros para deter aqueles que a perseguiam na fuga com Jasão. V. Jasão.

 

ACADEMOS (g) - Herói da Ática. Revelou a Castor e Pólux  o local onde Teseu mantinha Helena prisioneira. Foi enterrado num bosque de oliveiras onde, posteriormente, Platão fundou a famosa Academia.

 

ACAMAS (g) - Rei da Trácia, durante a guerra de Tróia.

 

ACIS (g) - Pastor da Sicília, amante de Galatéia, a mais doce das Nereidas. Polifemo, enciumado, matou-o, e Galatéia transformou seu amado no rio que traz seu nome e que percorre as comarcas sicilianas.

 

ACÔNITO (g) - Erva venenosa, cuja raiz contém diversos alcalóides, entre os quais a aconitina que, em pequenas quantidades, tem larga aplicação farmacológica. Segundo a lenda, nasceu da baba de Cérbero, quando Hércules o derrotou.

 

ACRÍSIO (g) - Rei de Argos, pai de Danae, foi morto involuntariamente, com um golpe de disco, por seu neto Perseu.

 

ACRÓPOLE (g) - Em  sentido amplo, era a parte alta de uma cidade. Por servir de abrigo às populações contra possíveis invasões, em breve foi associada  à idéia de proteção dos deuses, pois os montes eram as moradas das divindades. São célebres a Acrópole de Atenas, a de Corinto e outras.

 

ACTEON  (g) - Caçador que surpreendeu Diana durante o banho; a deusa, irritada, transformou-o em cervo, sendo imediatamente devorado pelos próprios cães.

 

ADAMASTOR (g) - Citado por Homero (Odisséia) e por Virgílio (Eneida), Adamastor foi um dos Titãs que se rebelaram contra Zeus (Júpiter). Foi vencido pelo deus.

 

ADMETO (g) -Rei da Tessália, era casado com Alcestes, filha de Pélias. Tendo caído doente, o oráculo anunciou que só se salvaria se outra pessoa morresse em seu lugar. Alcestes tão valorosa quanto terna sacrificou-se por ele. Hércules desceu aos infernos, lutou com a morte e devolveu Alcestes a seu esposo. Foi um dos Argonautas.

 

ADÔNIS (r) - Jovem de Biblos, Fenícia, de uma grande beleza, foi ferido mortalmente por um javali; Vênus transformou-o numa anêmona. Em sua honra celebraram-se as festas conhecidas por Adonias. Adônis ficou como o tipo da beleza efeminada.

 

ADRASTÉIA ou RAMNÚSIA (g) - Nome sob o qual os gregos rendiam culto a Nêmesis. V. Nêmesis.

 

ADRASTO (g) - Rei de Argos. Acolheu Polinício, expulso de Tebas por seu irmão Etéocles, e empreendeu, contra este, a guerra dos sete chefes.

 

AELO (g) - Uma das três harpias. As outras eram Ocípeta e Celeno. V. Harpias.

 

AFRODITE (g) - V. Vênus.

 

AGAMENON (g) - Filho de Atreu, irmão e Menelau rei de Micenas e de Argos, chefe dos heróis gregos que cercaram Tróia. Não hesitou em sacrificar sua filha Efigênia para acalmar os ventos adversos. Ao voltar de Tróia  foi assassinado por Clitemnestra, sua mulher, auxiliada por seu amante Egisto.

 

AGAVÉ (g) - Mãe de Pentea, rei de Tabas, a qual junto com outras bacantes matou o filho que queria castigá-las por suas orgias.

 

AGENOR (g) - Rei da Fenícia era pai de cadmo e de Europa.

 

AGLAI  (g) - Uma das três graças, habituais companheiras de Vênus e Cupido. As outras duas eram talía e Eufrosina.

 

AJAX  (g) - (filho de Oileo) - Rei dos Lóricos, equipou quatro navios para a expedição à Ásia. Era muito destro no arco e no lançamento do dardo e, na corrida, era mais veloz dos gregos.

 

AJAX  (g) - Filho de Telamon, foi, depois de Aquiles, o mais valente dos gregos. Distinguiu-se com sua esquadra na guerra de Tróia, mormente nos combates de  Megara e Salamina. Morto  Aquiles, Ajax e Ulisses disputaram suas armas. Ájax, desesperado por haver sido preterido, levantou-se da cama durante a noite e, em completo estado de delírio, empunhou sua espada, correu ao campo e pensando estar matando Ulisses, Menelau e Agamenon, degolou os carneiros e as cabras que pastavam em torno das tendas. Refeito da alucinação e, envergonhado atravessou-se com a espada com que Heitor o presenteara. Da terra empapada de seu sangue nasceu uma flor semelhante ao jacinto. Os gregos ergueram-lhe um magnífico monumento, junto ao promontório de Reteo.

 

ALCESTES (g) - Veja. Admeto.

 

ALCINOOS (g) - Rei dos Feácios, pai de Nausica. Acolheu afavelmente Ulisses após um naufrágio e proporcionou-lhe uma embarcação em que prosseguiu viagem.

 

ALCIONE (g) - Filha de Éolo e esposa de Ceix, rei de Traquina, foi transformada em Alcion por seu marido.

 

ALCIPA (g) - Filha de Marte e esposa de Alirrócio, filho de Netuno. Alirrócio infligindo maus tratos a sua esposa, foi morto por Marte o qual foi julgado por um tribunal augusto de atenienses. Tão eloqüentemente se houve na sua defesa que foi absolvido. Esse tribunal tomou desde então o nome de Areópago ( Ares significa Marte, em grego e pagos, colina).

 

ALCITOÉ (g) - Uma das três Mineidas. As outras eram: Íris e Climene. Ocupavam-se em trabalhos de bordado e tapeçaria.

 

ALCMENA (g) - Esposa de Anfitrião. Seduzida por Júpiter foi mãe de Hércules.

 

ALCMEON (g) - Filho de Anfiarao e de Erifile. Esta foi morta por seu filho por ter ela atraiçoado seu pai.

 

ALECTO (g) - Uma das três Fúrias que vigiavam o rio Flegedon que circundavam o Tártaro. As outras duas eram: Megera e Tesífone. são também conhecidas por Erínias.

 

ALFEU (g) - Apaixonado de Aretusa, foi pelos deuses transformado em rio e Aretusa em fonte, num vale da Sicília. Dizia-se que os objetos lançados ao rio Alfeu, na Grécia, poderiam ser encontrados na fonte de Aretusa.

 

ALIRRÓCIO (g) - V. Alcipa.

 

ALTÉIA (g) - Esposa de Eneu, rei de Calidônia, e mãe de Meleagro. Quando este nasceu, as Parcas disseram que ele viveria enquanto durasse um tição que ardia no Fogo do Lar. Para prolongara vida do filho,Alteia apagou e guardou o tição. Mas quando, posteriormente, Meleagro assassinou os próprios tios, Altéia acendeu o tição e deixou que se extinguisse, o que provocou a morte do filho.

 

AMALTÉIA (g) - Nome que designa a cabra que amamentou Júpiter levado clandestinamente a Creta, estratagema de que serviu Cibele para furtá-lo da ira de seu esposo Saturno.

 

AMAZONAS (g) - Mulheres guerreias que habitaram a Ásia Menor, junto à costa do Ponto Euxino. Matavam os filhos varões e educavam cuidadosamente as filhas na profissão das armas. Hércules associado a Teseu venceu-as, aprisionando-lhes a rainha.

 

AMBROSIA (g) - Nove vezes mais doce que o mel, a ambrosia constituía o alimento do deuses do Olimpo, aos quais conferia a invulnerabilidade e, aos mortais que a ingerissem, a juventude eterna.

 

AMICLAS (g) - pai de Jacinto. V. Jacinto.

 

AMICO (g) - Rei de Betrícia ou Bitín. Foi vencido por Pólux.

 

AMOR (r) - V. Cupido.

 

ANDROGEU (r) - Filho de Minos II, rei de Creta; tendo obtido brilhante vitória nos jogos de ginásio, em honra de Minerva, foi morto por seus concorrentes.

 

ANDRÔMACA (g) - Esposa de Heitor, que morreu na guerra de Tróia. A despedida dos esposos, no ato da separação, constitui uma das mais belas e emocionantes páginas da Ilíada.

 

ANDRÔMEDA (g) - Filha de Cassiopéia e do Rei Cefeu, achava-se acorrentada na orla do mar, a ponto de ser devorada por um monstro marinho. Perseu  libertou-a com a condição de com ela se casar.

 

ANFIARAU (g) - Um dos Argonautas. Recusando-se a tomar parte na guerra chefiada por Adrasto, foi traído por sua mulher Erifila a quem Polinice seduzira ofertando-lhe um colar de ouro cravejado de diamantes.

 

ANFION (g) - Filho de Júpiter e de Antíope, poeta e músico, construiu os muros de Tebas: segundo a fábula, as pedras se dispunham por si próprias ao som da lira.

 

ANFITRITE (g) - Deusa do mar, filha do Oceano e esposa de Netuno.

 

ANQUISES (g) - Príncipe troiano, esposo de Vênus de quem teve Enéias. Quando do incêndio de Tróia, Enéias carregou-o às costas, levando-o para o navio.

 

ANTENOR (g) - Príncipe troiano e parente de Príamo. Após a destruição de Tróia, viajou pela Grécia, indo em seguida para a Itália onde fundou Pádua.

 

ANTEU (g) - Gigante, filho de Netuno e da Terra, que Hércules sufocou entre seus braços. O herói, tendo-se apercebido que durante a luta o monstro retomava forças cada vez que seus pés tocavam a terra, suspendeu-o, conseguindo, assim, tirar-lhe a vida.

 

ANTICLÉIA (g) - Esposa de Laertes e mãe de Ulisses.

 

ANTIFATE (g) - rei de Campânia, ordenou seus súditos que atacassem a esquadra de Ulisses quando este retornava da guerra de Tróia.

 

ANTÍGONA (g) - Filha de Édipo, irmã de Etéocles e Polinice. Serviu de guia a seu pai quando este perdeu a vista e foi condenada à morte por haver dado sepultura seu irmão Polinice.

 

ANTÍLOCO (g) - Filho de Nestor, acompanhou-o na sua expedição à Ásia se distinguiu-se em diversos encontros por sua valentia. Morreu interpondo-se entre seu pai e Memno, recebendo então um golpe mortal.

ANTÍOPE (g) - Esposa de Júpiter e mãe de Anfion.

 

ANÚBIS (Mit. Egípcia) - Irmão de Horus e filho de Osíris. Anúúbis é representado na figura de homem com cabeça de cachorro ou de chacal, segurando numa das mãos um caduceu e na outra um sistro egípcio.

 

ÁPIS (Mit. Egípcia) - Um dos principais deuses dos egípcios. Osíris inventara a agricultura e, ao morrer o povo acreditou que sua alma se encarnara no corpo de um boi: Ápis devia ser negro com uma mancha branca na testa.

 

APOLO OU FEBO (g) - Que conduz o carro do Sol, é tomado muitas vezes pelo próprio Sol. Nasceu na ilha de Delos que é uma das Cícladas. É filho de Latona e irmão de Diana

 

AQUILES  (g) - Filho da ninfa Tetis e de Peleu, nasceu em Ftia, cidade de Tessália. Sua mãe para torná-lo invulnerável, mergulhou-o no rio Stix, esquecendo-se, todavia, de submergir-lhe o calcanhar. Foi o maior herói da guerra de Tróia.

 

ARACNE (g) - Famosa bordadeira de Colofon, viu-se perseguida por Minerva a quem vencera num concurso de bordados, sendo, por essa deusa invejosa, transformada em aranha.

 

ARETUSA (g) - Ninfa de Slida e filha de Nereu, era requestada por Alfeu. Os deuses transformaram-na em fonte e a Alfeu em rio. V. Alfeu.

 

ARGONAUTAS (g) - Cinqüenta valentes que, sob o comando de Jasão, desembarcaram na Cólchida a fim de se apoderarem do velocino de ouro, o que conseguiram auxiliados por Medéia que se apaixonara loucamente por Jasão.

 

ARGOS (g) - Entidade de cem olhos, dos quais cinqüenta velavam permanentemente. Juno encarregara-o de exercer vigilância, sobre Io, sua rival. Foi morto por Mercúrio a instâncias de Júpiter.

 

ARIADNA (g) - Filha de Minos, rei de Creta, auxiliou Teseu a livrar sua pátria de um vergonhoso tributo que consistia em entregar todos os anos sete rapazes e outras tantas donzelas que serviam de alimento ao Minotauro. Para tanto Ariadna serviu-se de um novelo de linha cujo fio guiaria os passos de Teseu através dos escuros corredores do labirinto.

 

ARION (g) - Poeta e músico da ilha de Lesbos, viveu durante alguns anos na corte de Periandro, rei do Corinto. Ao ser assaltado por uns ladrões enquanto viajava num navio, pediu que lhes deixassem, pela última vez, tocar o seu alaúde. Um delfim que se havia aproximado, atraído pelos doces sons do alaúde, amparou-o ao cair e o transportou ao cabo Tenaro na Lacônia.

 

ARISTEU (g) - Venerado pelos sicilianos como uma de suas divindades campestres, era filho de Cirene, uma das Náiades, e de Apolo.

 

ARQUELAU (g) - Oficial de Príamo, fora por este encarregado de matar Páris, filho de Hércuba. Limitou-se, porém, ante as lágrimas desta, a confiá-lo a uns pastores que o ocultaram no monte Ida.

 

ARQUEMORO (g) - Filho de Licurgo, rei de Neméia, por um descuido da ama Hipsipile foi sufocado por uma serpente. Todos os três anos se comemoravam com jogos Fúnebres esse tétrico acontecimento. Eram os jogos nemeus.

 

ARTEMISA (g) - Rainha de Halicarnasso, tomou parte na expedição de Xerxes contra os gregos e combateu em Salamina. - Artemisa II - Rainha de halicarnasso em Cária, ergueu a seu esposo Mausolo  um túmulo, que foi uma das sete maravilhas do mundo. Daí o nome de mausoléu dado aos ricos monumentos funerários.

 

ARÚSPICES (r) - Adivinhos que, à época de Rômulo, se transferiram da Etrúria para Roma. Suas predições se baseavam no exame das entranhas e vísceras de animais imolados em sacrifício.

 

ASARACO (g) - Avô de Anquises, que por sua vez foi avô de Enéias, e, portanto o primeiro tronco do povo romano. Era irmão de Ilo de Ganimedes.

 

ASCÂNIO (g) - Filho de Enéias e de Creusa, foi levado por seu pai à Itália depois da tomada de Tróia. Sucedeu-lhe como rei da Lavínia e fundou a cidade de Alba Longa. É o tronco da família dos Júlios de onde saiu César.

 

ASCLÉPIOS (g) - V. Esculápio.

 

ASTIANAX (g) - Filho de Andrômaca, esposa de Heitor. Tendo escapado às chamas que consumiram Tróia, foi entretanto precipitado do alto de uma de suas torres, morrendo.

 

ASTRÉIA (g) - Filha de Júpiter e de Têmis, deusa da Justiça. Viveu entre os homens durante a idade de ouro. No tempo de astréia, isto é, quando a felicidade reinava sobre a Terra.

 

ATALANTA (g) - Filha de Esqueneu, rei de Ciros, ficou célebre por sua agilidade nas corridas. Declarou que não concederia sua mão senão àquele que a houvesse vencido na corrida. Hipomene ganhou o prêmio graças a três pomos de ouro que ele deixou sucessivamente cair, para tentar Atalanta, e retarda-la na sua corrida.

 

ATAMANTE (g) - Rei de Tebas, tomou por esposa Nefeléia, da qual teve um filho e uma filha, Frixo e Heléia, que a lenda tornou célebres. Mais tarde repudiou Nefeléia, casando-se com Ino da qual teve dois filhos: Learco e Melicertes. V. Ino.

 

ATENÉIA ou ATENA (g) - Deusa do pensamento, filha de Zeus, divindade epônima de Atenas, equivalente à Minerva dos romanos.

 

ATIS (g) - Pastor frígio ao qual Cibele dispensava especial benevolência confiando-lhe a custódia de seu culto. Tendo esquecido seu juramento, Cibele vingou-se, fazendo morrer Sangáride, ninfa que ele desposara.

 

ATLÂNTIDA (g) - Grande ilha ou continente que, segundo narrativa de Platão, estaria localizada além das colunas de Hércules (estreito de Gibraltar). Conforme a lenda, a ilha coubera a Netuno, quando, nos primeiros tempos, os deuses fizeram entre si  a partilha do Mundo. Netuno, que viveu na ilha por longo tempo em companhia da jovem Clito, dividiu a região em dez partes, cedendo-as a cada um dos dez filhos que tivera de sua união com  a jovem mortal. Todos os reis da Atlântida, contudo, obedeciam ao irmão Atlas, filho mais velho de Netuno. Os soberanos da misteriosa ilha, explorando suas riquezas, como o ferro, o cobre e o ouro, fundaram grandes e ricas cidades, alcançando progresso grande poderio. Mas fracassaram na sua tentativa de dominar os atenienses, que os repeliram com uma poderosa armada. Ainda segundo a narrativa de Platão (baseada em informações obtidas de sacerdotes egípcios), os atlantes se entregaram-se aos vícios e perversões, o que, atraindo a cólera dos deuses, redundou na sua destruição, com grandes maremotos e tremores de terra.

 


ATLÂNTIDAS (g) - Filhas de Atlas, denominadas Plêiades e que foram transformadas em estrelas.

 

ATLAS (g) - Rei fabuloso de Mauritânia, filho de Júpiter. Havendo recusado hospitalidade a Perseu, este fez aparecer a seus olhos a cabeça aterrorizante de Medusa e metamorfoseou-o em montanha. Como esta montanha é muito alta, os mitógrafos imaginaram que Atlas havia sido condenado a sustentar o céu sobre suas espáduas.

 

ATREU (g) - Filho de Pélops e rei de Micenas, famoso nas lendas gregas por seu ódio contra  seu irmão Tieste e pela espantosa vingança que contra ele exerceu: massacrou Tântalo e Plistênio, filhos de Tieste, e serviu-os ao pai durante um banquete. Foi morto por Egisto, outro filho de Tieste.

 

ÁTRIDAS (g) - Designação dos descendentes de Atreu, particularmente Agamenon e Menelau Alude se freqüentemente aos Átridas e aos crimes que desolaram sua família.

 

ATROPOS (g) - Aquela das três parcas que cortava o fio da vida. As outras duas eram Cloto e Laquesis.

 

AUGIAS (g) - Rei da Elídia e um dos Argonautas; seus estábulos, que contavam três mil bois, não haviam sido limpos fazia trinta anos. Hércules, enviado por Euristeu, aos Estados desse príncipe, limpou seus estábulos fazendo que por eles passasse o rio Alfeu. Fazem-se freqüentes alusões a esse trabalho de herói; “Limpar as estrebarias de Augias” é levar a limpeza e a organização a uma empresa confusa e desordenada.

 

AURA (g) - “A Brisa”, foi alvo dos desejos amorosos de Baco, de quem conseguiu escapar, graças a sua rapidez. Vênus, atendendo a pedido de Baco, enlouqueceu Aura que, por fim, se entregou ao deus, de quem teve filhos gêmeos. Numa crise de loucura, matou as crianças, precipitando-se, em seguida, no rio Sangário. Foi Transformada por Júpiter, numa fonte.

 

AURORA (r) - Deusa da manhã, encarregada de abrir ao Sol as portas do Oriente. Os poetas descrevem-na montada num carro rutilante, puxado por quatro cavalos brancos.

 

AUTÓLICO (g) - Um dos instrutores de Hércules, aquele que lhe ensinou a dirigir carros.

 

AUTOMEDON (g) - Cocheiro do carro de Aquiles. Este nome tornou-se sinônimo de cocheiro hábil.

 

AVERNO (g, r) - Lago situado na Campânia , formado na cratera de um vulcão e cujas águas exalavam vapores mefíticos, que matavam as aves. Era consagrado a Plutão, pois antigos romanos julgavam que era um meio de comunicação com os Infernos.