BRINCADEIRA

                      Muriel E.T.N. Pokk

Brincando tu disseste:
"A tua casa eu irei,
me espera as oito em ponto,
que por lá eu passarei!"

Por brincadeira na janela,
eu fiquei a te esperar,
e por brincadeira, imagina!
Tu vieste me buscar.

Eu desci por brincadeira,
só pra ver no que ia dar.
Com o coração aos saltos,
contigo fui me encontrar.

Encontrei-te finalmente,
e por brincadeira fingindo,
tu fitava-me ternamente,
com seus lábios sorrindo.

E por incrível que pareça,
ninguém vai acreditar,
por brincadeira é certo,
tu viestes me beijar.

Nós dois abraçadinhos,
era brincadeira, porém,
dirigimos bem juntinhos,
sem reparar em ninguém.

Deste passeio brincadeira,
para casa voltamos,
e, talvez, por asneira,
outro encontro marcamos.

Um encontro que sabíamos
não ia se realizar.
Marcado por brincadeira,
só para poder terminar.

Brincadeira, brincadeira,
este jogo de ilusão,
se tudo foi brincadeira,
devolva meu coração.

 Registrado em cartório