C

 

 

CACO (g) Filho de Vulcano, vivia nas margens do Tibre. Era um monstro meio homem  meio sátiro e vomitava fogo. Hércules estrangulou-o

 

CADMO (g) - Irmão da bela Europa; era filho de Agenor, rei da Fenícia. Fundou Tebas e casou-se com Hermione ou Harmonia, filha de Vênus e Marte. 

 

CADUCEU (g) - Bastão mágico de Hermes ou Mercúrio. Consistia em uma haste de ouro, na qual se enroscavam duas serpentes. Hermes recebeu-o de Apolo, em troca da lira de sete cordas que ele havia inventado.

 

CALAIS (g) - Filho de Bóreas e Orítia, argonauta famoso.

 

CALCAS (g) - Adivinho famoso que acompanhou Agamenon no cerco de Tróia, ordenou o sacrifício de Efigênia e aconselhou a construção do cavalo de Tróia. Suicidou-se por haver sido  suplantado por Mopso na arte de adivinhar.

 

CALÍOPE (g) - Musa da poesia épica e da eloqüência; mãe de Rinos e de Orfeu. É representada muitas vezes com um estilete e um rolo de papel.

 

CALIPÍGIA (g) - Epíteto dado a Vênus, e que significa “a que tem belas nádegas".

 

CALIPSO (g) - Filha de Nereu, rainha de Ogigia, era uma das cinqüenta Nereidas. Quando  Ulisses, na sua volta de Tróia aportou em Ogigia, ela tentou em vão  retê-lo junto de si.

 

CAMENAS (r) - Deusas romanas da poesia, correspondiam  às Musas dos gregos. Roma consagrou-lhe três templos. V. Calíope, Clio, Melpómene, Talía, Euterpe, Terpsícore, Erato,  Polimnia e Urânia.

 

CANENTE (r) Ninfa esposa de Pico e mãe de Fauno.

 

CANOPO (g) - Piloto do navio que, após a queda de Tróia, transportou Helena e seu esposo, Menelau, ao Egito. Morreu picado por uma serpente. Menelau e Helena construíram-lhe um sepulcro. Canopo deu nome a uma cidade do Egito e foi Homenegeado pela Astronomia, designando a estrela alfa da constelação de Canrina (navio).

 

CAOS (g) - O vazio primordial. Espaço onde o princípio material de todas as coisas espera o momento da criação. Pai de um deus cego - o Destino. Este tinha a noite por mãe.

 

CAPANEU (g) - Príncipe de Argos, era esposo de Evadné. A História apresenta-o como um homem ímpio e blasfemo. Os deuses incendiaram-lhe o corpo com um raio. Sua esposa lançou-se então nas chamas, sendo imediatamente consumida por elas.

 

CAPRICÓRNIO (g) - Constelação na qual foi transformado o deus Pã, por Júpiter. O fato verificou-se quando, na tentativa de escapar ao gigante Tifão, Pã se metamorfoseou em bode. Há uma outra versão, segundo a qual Capricórnio teria sido a metamorfose da cabra Amaltéia, que amamentou Júpiter.

 

CARÍBDE (g) - Filha de Netuno e da Terra. Por ter roubado bois que pertenciam a Hércules, Júpiter fulminou-a, transformando-a em sorvedouro marinho. A caríbde uniu-se Cila, que era uma ninfa de grande beleza, filha de forco e de Hécate. Glauco, deus marinho apaixonou-se pela Jovem, mas esta desprezou seu amor, o que fez Glauco recorrer às artes mágicas de Circe. A feiticeira que, por sua vez, amava Glauco, fingiu ajudá-lo e derramou sucos de ervas mágicas, de maléficos poderes, nas águas em que a ninfa costumava banhar-se. Sob o poder das plantas, Cila transformou-se em um monstro horrendo. Glauco não se uniu a Circe, horrorizado com a sua feitiçaria, mas perdeu a ninfa Cila, que permaneceu para sempre na água, ao lado de Caríbde, o sorvedouro. Daí a expressão de Ulisses “fugir de Cila 0para cair em Caríbde.

 

CARICLO (g) - Serva de Minerva, era mãe de Tirísias, o mais célebre adivinho dos tempos heróicos.

 

CARONTE (g) -Barqueiro dos infernos, que passava, nna sua barca, as almas dos mortos de uma para outra margem do rio Estígio, mediante a paga de uma pequena quantia. Daí o costume de meter um óbolo na boca dos cadáveres, antes de os sepultar. Alude-se freqüentemente à barca de Caronte ao Estígio e ao óbolo da passagem.

 

CASSANDRA  (g) - Filha de Príamo e de Hércuba. Recebeu de Apolo o dom de vaticinar o futuro tendo, porém, faltado a uma promessa ao deus, este, para vingar-se, fê-la passar por doida, de modo que, ninguém acreditava nas suas predições. Após a guerra de Tróia, Agamenon levou-a como escrava para a Grécia, onde Clitemnestra a mandou matar.

 

CASSIOPÉIA (g) - Rainha da Etiópia, mãe de Andrômeda, colocada, depois de sua morte, entre as constelações.

 

CASTÁLIA (g) - Fonte no monte Parnaso, cujas águas límpidas inspiravam os poetas e eram também utilizadas nas abluções de purificação. As virtudes mágicas dessa fonte manifestaram-se depois que uma jovem de Delfo, fugindo  à perseguição de Apolo, se atirou às suas águas.

 

CASTOR (g) - Filho de Júpiter e de Leda e irmão gêmeos de Pólux, de quem foi amigo inseparável. Estes nomes são freqüentemente citados para simbolizar a amizade.

 

CÁUCASO (g) - Nome que Júpiter deu ao monte primitivamente denominado “montanha de Boréas”, em homenagem ao pastor Cáucaso, do monte Nifates, na Ásia Menor, que foi morto por Saturno. No cimo dessa montanha, Prometeu foi acorrentado.

 

CAVALO DE TRÓIA (g) - Engenhoso meio usado pelos gregos, paara, após 10 anos de guerra, penetrar na cidade de Tróia, fortemente guarnecida por altas muralhas. Sabedores de grande atração que os troianos sentiam pelos cavalos, os gregos, aconselhados por Minerva, construíram um grande cavalo de madeira, em cujo interior esconderam numerosos soldados, feito o que, deixaram o cavalo às portas da cidade e simularam uma retirada. Os troianos, apesar dos conselhos da profetisa Cassandra e do sacerdote Laocoonte, recolheram o grande cavalo de madeira para o interior da cidade. À noite, os guerreiros escondidos em seu bojo saíram e atacaram a cidade, incendiando-a e saqueando-a.

 

CECROPS (g) - Filho de Vulcano que dizem ter sido o primeiro rei da Ática a haver ensinado a Agricultura aos gregos e fundado Atenas.

 

CÉFALO (g) - Rei da Tessália e destro caçador. Sua mulher Prócris, desconfiado de suas longas ausências, seguiu-o em segredo. Ao ouvir Prócris invocar Zéfiro, a doce brisa, supôs que fosse uma rival, e estremeceu, agitando a espessura. Céfalo, na suposição que se tratasse de um animal, atirou-lhe um dardo,  matando-a. Deu seu nome à ilha de Cefalônia.

 

CEFEU (g) - V. Andrômeda.

 

CEIX (g) - Rei da Traquina, na Tessália, esposo de Alcione. V. Alcione.

 

CELENO (g) - Uma das três Harpias. V. Harpias.

 

CELEU (g) - Rei de Eleusis; tendo dado boa acolhida a Ceres, esta lhe curou o filho Triptolemo, atacado de grave enfermidade.

 

CENTAUROS (g) - Raça de homens selvagens, monstros meio homens meio cavalos, que viviam entre o Pelion e Ossa, na Tessália. foram destruídos por Piritous, rei dos Lapias.

 

CÉRBEROS (g) - Era o cão vigia de Hades (o Inferno). Tinha várias cabeças, serpentes enroscando-se no pescoço, e sua mordida era tão venenosa quanto a de uma víbora. Cérbero guardava a entrada de Hades e as pessoas que tentavam fugir. Alguns conseguiram burlar sua vigilância, como Deífobe, a sibila de Cumas, Enéias e Orfeu. Foi derrotado por Hércules, constituindo este um dos doze trabalhos do herói.

 

CERCION (g) Bandido que com Procusto e Sinis foi morto por Teseu.

 

CERES (r) Filha de Saturno e de Cibele, deusa latina da agricultura, identificada ultimamente com a Demeter grega. Seu nome passou para a linguagem metafórica em expressões tais como: os dons, os presentes, os tesouros de Ceres por trigo, os cereais, as searas.

 

CEU (r) - Um dos elementos de Caos primitivo.

 

CÉU (r) - Esposo da Terra ou Titéia, da qual teve Cibele e Temis e numerosos filhos, entre os quais avultam: Titã, o primogênito, Saturno, Oceano e Japeto.

 

CIBELE  ou RÉIA (r) - Esposa e irmã de Saturno conhecida também por Grã-Madre por ser mãe dos deuses maiores, entre os quais Júpiter, Netuno, Juno, Plutão, Ceres e Vesta.

 

CICLOPES (g) - Gigantes monstruosos com um só olho no meio da testa, e que forjavam no Etna, os raios de Júpiter, sob as ordens de Vulcano. A história supõe que esse nome designa os primeiros habitantes da Sicília.

 

CICNO (g) - Amigo de Faetonte, foi transformado em cisne.

 

CILA (g) - Ver Caríbde.

 

CIMÉRIOS (g) - Constituíram um mítico, habitantes de cavernas, numa região de localização geográfica incerta, envolta em nevoeiro, onde a noite era eterna e o Sol não brilhava. Odisseu (Ulisses) visitou-os e foi entre esses estranhos seres que invocou os mortos e consultou Tirésia, o adivinho.

 

CIMOÉ (g) - Uma das cinqüenta Nereidas (filhas de Nereu).

 

CIMOTEO (g) - Uma das cinqüenta Nereidas, irmã de cimoé.

 

CIRCE (g) - Célebre feiticeira, a quem Homero atribuiu importante papel na Odisséia. Ulisses havendo desembarcado na ilha em que ela reinava, esta, para o deter junto de si, fez com que os  companheiros do herói bebessem um licor encantado, que os transformou em porcos.

 

CIRENE (g) - Náiade, foi mãe de Aristeu.

 

CITERA (g) - Ilha do Arquipélago, onde Vênus tinha um templo magnífico na linguagem poética, Citera é uma ilha de encantos, pátria alegórica dos amores.

 

CLÍCIA (g) - Ninfa do Oceano, foi amante de Apolo que depois a abandonou, transformando-a porém, em heliotrópio ou girassol.

 

CLIMENE (g) - Uma das três Mineidas; as outras duas eram:Íris e Alcitoé. V. Mineidas.

 

CLIO (g) - Musa da História. É representada sentada ou em pé, com um rolo de papel na mão.

 

CLITEMNESTRA (g) - Filha de Tíndaro e de Leda, mulher de Agamenon, mãe de Orestes e de Agamenon e de Electra; matou o marido e foi morta pelo filho

 

CLÍTIO (g) - Um dos gigantes que se revoltaram contra Júpiter. Foi morto por Vulcano.

 

CLÓRIS (g) - Deusa grega da Primavera, cuja equivalente romana era flor.

 

CLOTO (g) - Uma das três parcas que moravam no reino de Plutão. V. Parcas.

 

CÓCALO (r) - Rei da Sicília que ofereceu asilo e proteção a Dédalo perseguido por Minos.

 

CÓLQUIDA (g) - Pátria de Medéia e ligada à expedição dos Argonautas, a Cólquida era uma região localizada a leste do Ponto Euxino, na Ásia Menor.

 

COLUNAS DE HÉRCULES (g) - Denominação dada pelos antigos aos dois promontórios de Gibraltar e Jebel Musa, no Marrocos, e que ladeiam o estreito de Gibraltar.

 

COMO (r) - deus dos banquetes, da alegria e das danças noturnas, não tinha templo nem sacerdotes.

 

CONCÓRDIA  (r) - Divindade alegórica dos romanos, personificava a harmonia e bom relacionamento entre as famílias, os cidadãos, os cônjugues.

 

CORONIS (g) - Filha de Flégias, rei dos Lapitas, da Tessália. De grande beleza, foi amada pelo deus Apolo, de quem teve Esculápios ou Asclépio.

 

CREONTE (g) - Rei de Corinto que deu abrigo a Jasão e Medeia.

 

CRETA (g) A maior ilhas do mar Egeu, no mediterrâneo, associada a muitos mitos. Segundo a lenda, era a terra natal de Júpiter e local onde Hércules efetuou um de  seus doze trabalhos.

 

CREUSA (g) Filha de Príamo primeira mulher de Enéias e mãe de Ascânio. Virgílio conta que ela desapareceu quando fugia com o marido durante o saque de Tróia.

 

CRISAOR (g) Junto com o cavalo Pégaso, nasceu do sangue de Medusa, quem Perseu cortara a cabeça.

 

CRISOPTEMIS (g) Um dos quatro filhos de Clitemnestra com Agamenon

 

CRONOS (g) Um dos Titãs, irmão de Japeto.

 

CÚPIDO (r) Deus do amor entre os romanos, identificado com Eros Grego, de quem lhe deram o aspecto, os atributos e as aventuras. V. Vênus.