Dois Dias

Foram dois dias felizes

que juntos nós passamos.
Como dois aprendizes

o mundo decoramos.

Passeamos de mãos dadas
como duas crianças.
Crendo nos contos de fadas
e cheios de esperanças.

Mas... a fantasia
tinha que acabar,
e aquela magia
sumiu do teu olhar.

Olhando nos meus olhos,
disseste quase sem poder falar,
que era tudo muito bonito,
mas, tinha que terminar.

Em silêncio concordei,
e nós nos abraçamos,
um beijo eu lhe dei,
e assim nos separamos.

Não olhei para trás,
nem poderia olhar,
se olhasse certamente,
outro adeus não ia dar.

Muriel Elisa Távora Niess Pokk
Poesia registrada em cartório