O que a Escola deve ser/fazer

Uma sala de aula eficiente para crianças desatentas deve ser organizada e estruturada.  A estrutura supõe regras claras, um programa previsível e carteiras separadas.  Os prêmios devem ser coerentes e freqüentes.  Um programa de reforço baseado em ganho e perda  deve ser parte integral do trabalho da classe.  A avaliação do professor deve ser freqüente e imediata.  Interrupções e pequenos incidentes têm menores conseqüências se ignorados.  O material  didático deve estar adequado à habilidade da criança.  Estratégias cognitivas que facilitam a autocorreção, assim como melhoram o comportamento nas tarefas, devem ser ensinadas.  As tarefas devem variar, mas continuar sendo interessantes para os alunos.  Os horários de transição, bem como os intervalos e reuniões especiais, devem ser supervisionados.  Pais e professores devem manter uma comunicação freqüente.  Os professores também precisam estar atentos à qualidade de reforço negativo do seu comportamento.  As expectativas devem ser adequadas ao nível de habilidade da criança e deve-se estar preparado para mudanças.

Os professores devem ter conhecimento do conflito incompetência x desobediência, e aprender a discriminar entre os dois tipos de problema.  É preciso desenvolver um repertório de intervenções para  poder atuar eficientemente no ambiente da sala de aula de uma criança com TDAH.  Essas intervenções minimizam o impacto negativo do temperamento da criança.  Um segundo repertório de intervenções deve ser desenvolvido para educar e melhorar as habilidades deficientes da criança com TDAH.